Containers em terminal portuário

Manutenção de caminhão: Quais são os tipos?

A manutenção de caminhão é um aspecto crucial para garantir o bom funcionamento, durabilidade e o mais importante: a segurança dos motoristas e passageiros.

Estes veículos já demonstram ter uma importância muito grande. Indústrias alimentícias e atividades comerciais, por exemplo, não sobrevivem sem os caminhões.

E para manter esse alto ritmo de viagens, é necessário a realização da manutenção dos automóveis, que infelizmente por muitas vezes não são tratados com a devida importância.

Segundo a Confederação Nacional do Transporte, 67,5% da malha rodoviária do Brasil, têm problemas. Isso significa que tal problemática referente à má conservação das estradas aumenta em 32,7% os custos com transporte.

Isso explica por que na maioria das vezes a manutenção dos caminhões são deixadas de lado, não por negligência dos motoristas e transportadoras de cargas e sim pelos altos custos de manutenção, uma vez que as estradas estão em péssimas condições.

Porém, justamente pela problemática que enfrenta as malhas rodoviárias do país, é necessário olhar com mais atenção para a manutenção dos veículos, pois é a única forma de garantir a segurança de todos.

Desta forma, existem diferentes tipos de manutenção que são realizadas em caminhões, cada um com seus objetivos específicos e métodos distintos.

O que é manutenção preventiva em caminhões?

A manutenção preventiva em caminhões é um conjunto de medidas e ações proativas que visam antecipar e prevenir falhas antes que elas causem problemas sérios e imprevistos.

Basicamente é um check-up completo para seu veículo, garantindo que tudo esteja funcionando corretamente.

Principais benefícios da manutenção preventiva em caminhões:

  • Segurança: Reduz drasticamente o risco de falhas mecânicas em viagens longas, protegendo você, sua carga e outros na estrada.
  • Confiabilidade: Aumenta a confiabilidade do seu caminhão, garantindo que ele esteja sempre pronto para o trabalho, sem te deixar na mão.
  • Economia: Evista custos com reparos emergenciais e prolonga a vida útil do seu veículo, economizando seu dinheiro a longo prazo.
  • Desempenho: Mantém o desempenho do seu caminhão em seu nível máximo, otimizando o consumo de combustível e a produtividade.
  • Planejamento: Permite um planejamento financeiro mais preciso, pois os custos com manutenção são previsíveis e controlados.

Vale ressaltar que a manutenção preventiva é realizada em intervalos regulares, geralmente definidos pelo fabricante do seu caminhão ou por um especialista em mecânica de caminhões.

O plano de manutenção inclui a verificação e o ajuste de diversos componentes.

Quais são os tipos de manutenção preventiva?

A realização de manutenção no seu caminhão pode funcionar de formas diferentes, como a realização de inspeções e serviços em intervalos regulares, geralmente definidos por fabricantes ou por um especialista em mecânica de caminhões.

Existem 3 tipo de manutenções básicas, possíveis de serem feitas, são elas:

  1. Manutenção corretiva: Manutenção corretiva é aquela que é executada toda vez que acontece algum problema, em resumo ela entra em ação quando um problema já se manifestou no seu caminhão.
  2. Manutenção preventiva: No caso da manutenção preventiva, é um serviço programado que é executado de acordo com o tempo, ou seja, você tem um plano de manutenção e o reparo do caminhão é feito de acordo com o tempo pré determinado, podendo ser mensal, bimestral e trimestral, esse processo faz parte da gestão de frotas. Portanto ela funciona como um check- up completo para seu caminhão, que visa prevenir falhas e problemas antes que causem transtornos e custos desnecessários.
  3. Manutenção preditiva: No caso da manutenção preditiva, também é programada, só que não é necessário parar o caminhão de acordo com o tempo, só é necessário para o veículo de acordo com o desempenho dele. Para você conseguir fazer uma preditiva, é necessário algumas ferramentas auxiliadoras que são artifícios para você poder medir o desempenho desses equipamentos. Basicamente, essa manutenção utiliza ferramentas e tecnologias avançadas para monitorar a condição do veículo e prever falhas antes que elas aconteçam.

Resumindo, a manutenção corretiva ocorre no caminhão somente depois que quebrou. A manutenção preventiva você necessita parar o veículo em um plano de manutenção.

Já a preditiva você só para o equipamento se por acaso ele estiver com desempenho abaixo do esperado e para executá- la você precisa de ferramentas auxiliares.

O que revisar em um caminhão?

O que revisar em um caminhão?

Como antes dito, a revisão regular de um caminhão pode ser fundamental para garantir a segurança, longevidade e desempenho.

Dentre os principais componentes verificados em uma manutenção de caminhão, podemos destacar as luzes e sistema elétrico, óleo do motor, gestão de pneus, paletas do limpador e o estepe (pneu reserva).

Luzes e sistema elétrico:

  • Verificar o funcionamento de faróis, lanternas, luzes de freio, setas e luzes de ré.
  • Substituir lâmpadas queimadas.
  • Verificar a fiação elétrica quanto a possíveis danos.

Óleo do motor:

  • Verificar regularmente o nível e a condição do óleo.
  • Trocar o óleo de acordo com o intervalo recomendado pelo fabricante.
  • Substituir o filtro de óleo durante as trocas.
  • Verifique se há vazamentos de óleo no motor e na transmissão.

Gestão de pneus:

  • Verifique a pressão dos pneus regularmente, incluindo o estepe.
  • Inspecione os pneus quanto a sinais de desgaste irregular, cortes, bolhas ou outros danos.
  • Faça o devido rodízio dos pneus periodicamente para garantir um desgaste uniforme.
  • Alinhe a direção do caminhão conforme necessário.

Palhetas do Limpador:

  • Observe se as palhetas estão limpando o para-brisa com eficiência, como um limpador de janelas, e substitua-as se necessário, para evitar desgaste ou danos.
  • Mantenha o reservatório cheio, para que o pára-brisas esteja limpo e você tenha uma visão mais adequada.

Estepe (pneu reserva):

  • Verifique a pressão do estepe regularmente.
  • Inspecione o estepe quanto a sinais de desgaste, cortes, bolhas ou outros danos.
  • Substitua o estepe se estiver danificado ou desgastado.

Outros itens importantes a serem revisados em um caminhão incluem:

  • Freios;
  • Suspensão;
  • Direção;
  • Sistema de arrefecimento (sistema que regula a temperatura interna de um veículo para evitar superaquecimento);
  • Filtros de ar;
  • Correia dentada;
  • Sistema de escape;
  • Cabine e chassi.

É importante levar o caminhão a um profissional qualificado para a realização da revisão. Um bom mecânico poderá verificar todos os itens importantes e garantir que o veículo esteja em ótimas condições de viagem.

Com que frequência é feita a manutenção de caminhão?

A frequência da manutenção de um caminhão depende de diversos fatores, como:

  • Tipo de caminhão: Caminhões leves geralmente exigem menos manutenção do que caminhões pesados.
  • Uso do caminhão: Caminhões que operam em ambientes severos, como áreas de mineração ou construção, exigem mais manutenção do que caminhões que operam em ambientes urbanos.
  • Idade do caminhão: Caminhões mais velhos geralmente exigem mais manutenção do que caminhões novos.
  • Recomendação do fabricante: O manual do proprietário do seu caminhão terá as informações mais precisas sobre a frequência da manutenção.

Em geral, a manutenção de caminhão deve ser realizada a cada 10.000 a 15.000 quilômetros rodados, No entanto, alguns componentes do caminhão podem exigir manutenção com mais frequência, como:

  • Troca de óleo: a cada 5.000 a 10.000 quilômetros rodados.
  • Filtro de ar: A cada 10.000 a 15.000 quilômetros rodados.
  • Filtro combustível: A cada 15.000 a 20.000 quilômetros rodados.
  • Pneus: A cada 50.000 a 80.000 quilômetros rodados.

A manutenção preditiva pode ser realizada a cada 3.000 a 5.000 horas de operação. Essa frequência pode variar de acordo com o tipo de caminhão e o tipo de operação.

A manutenção corretiva deve ser realizada sempre que um problema for detectado.

Conclusão

Conclusão sobre manutenção preventiva em caminhões

A escolha da melhor estratégia de manutenção depende de diversos fatores, como tipo de caminhão, idade, uso e recursos disponíveis.

O ideal é combinar os três tipos de manutenção para garantir a segurança, confiabilidade, performance e longevidade do seu veículo.

A Rodoquick é uma transportadora de cargas em Santos que realiza os diversos tipos de manutenções em seus caminhões para que sua carga chegue ao destino com segurança.

Portanto, entre em contato conosco e faça a cotação do transporte!

Precisa de ajuda? Converse Conosco
Need Help? Talk to us!