Containers em terminal portuário

Blog

A HISTÓRIA DO CONTAINER NO TRANSPORTE DE CARGAS – PARTE 1/2

Por Diego Garcia
Da RodoQuick, em Santos – 15/04/2019 – Edição 036

Assim como o computador revolucionou o fluxo de informações, o container revolucionou o transporte de cargas. Ainda que pouco notado, trata-se de um dos mais significativos desenvolvimentos econômicos das últimas décadas, transformando o transporte internacional.

Há 50 anos, quando o primeiro navio porta-container começou a navegar, importadores e exportadoresprecisavam movimentar as cargas uma a uma a cada transbordo que a carga sofria de/para navio, caminhão e trem.

CC-E (CARTA DE CORREÇÃO ELETRÔNICA): COMO E QUANDO UTILIZAR?

Por Yara Meira, da Active Corp
Da Active – 22/02/2019 – Edição 035

Como já citado no blog da Active Corp, após o CT-e ser aprovado pela SEFAZ, ele não poderá sofrer nenhuma alteração, pois isso invalida a sua assinatura digital. “Mas eu só percebi que havia um erro no CT-e depois que enviei pra SEFAZ!” Calma, não se desespere, pois há algumas formas de corrigir um CT-e errado: através de CT-e complementar, anulação e substituição, cancelamento, inutilização de número ou Carta de Correção Eletrônica. O procedimento será diferente de acordo com os campos do CT-e que precisam ser corrigidos.

AGENDAMENTO DE TERMINAIS PARA O CARREGAMENTO DE CONTAINERS DE IMPORTAÇÃO

Por Diego Garcia
Da RodoQuick, em Santos – 27/11/2018 – Edição 034

Sabemos que o custo é determinante na escolha de um terminal para liberar os containers que chegam na importação. No entanto, deve-se levar em conta, também, a qualidade do serviço do terminal, como agilidade nos procedimentos documentais e flexibilidade nos agendamentos de janelas.

Devido ao elevado transit time do transporte marítimo e aos imprevistos que frequentemente ocorrem no processo de liberação de importações, como atraso no envio do BL original, atraso na parametrização ou necessidade de conferência física da carga (canal vermelho), muitas vezes, quando a carga é liberada, o importador já está com estoque baixo, período de armazenagem virando e extrema urgência no recebimento da mercadoria.

TRANSPORTE DE CONTAINERS – COMO MONTAR UMA EQUIPE DE AUTÔNOMOS DE QUALIDADE

Por Gustavo Tischer
Da RodoQuick, em Santos – 23/07/2018 – Edição 033

No artigo anterior, falamos sobre as vantagens e desvantagens de se trabalhar com uma frota terceirizada. Neste, vamos falar sobre como montar uma equipe de autonomos de qualidade.

A forma como o programador lida com os carreteiros autônomos que compõem a frota da transportadora é metade do trabalho para construir um grupo de motoristas competentes e de confiança. Para estabelecer uma relação de parceria, respeito e fidelidade, o operacional deve ser claro, transparente e flexível.