Containers em terminal portuário

Como escolher o modal de transporte de cargas para a logística da sua empresa

Os modais de transporte de carga são categorizados como diferentes tipos de transporte, sendo eles: rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e dutoviário.

Escolher o modal de transporte mais adequado para sua empresa requer uma compreensão aprofundada das características individuais de cada modal e da carga que cada um é capaz de transportar.

Sendo assim, continue a leitura para entender mais sobre a logística de transporte no Brasil e as características dos modais de transporte.

Quais são os tipos de transporte de cargas?

Os tipos de transporte de cargas são categorizados pela sua forma de deslocamento, ou seja, se é através de estradas, por água ou pelo ar, assim por diante.

A seguir, conheça as vantagens e desvantagens dos principais modais de transporte de cargas.

Transporte Rodoviário de cargas

Transporte Rodoviário de cargas

O modal rodoviário, amplamente adotado no Brasil, utiliza ruas, estradas e rodovias para transportar as cargas.

Conforme dados do IBGE, o Brasil possui uma malha rodoviária que se estende por até 80.000 km em todo o país. Por isso, 61,1% das empresas optam por esse meio de transporte, como indicado pela Confederação Nacional de Transporte (CNT).

O transporte rodoviário é feito por uma variedade de veículos, como caminhões, carretas, carros, ônibus, motocicletas, caminhonetes e utilitários.

Esses veículos podem transportar cargas leves, pesadas, produtos perigosos e alimentos, bem como pneus, equipamentos para energia solar e transporte de tubos.

Para determinar a escolha desse modal como a opção mais adequada para a sua empresa, é essencial considerar características como peso, volume, dimensão e tipo de carga (congelada, perecível, carga perigosa, etc.).

Vantagens do transporte rodoviário:

  • Flexibilidade: Existem veículos específicos para acomodar mercadorias de diversos tamanhos e particularidades.
  • Maior alcance do transporte: Devido à extensão da malha rodoviária, que supera a de outros modais, o alcance do transporte rodoviário é mais abrangente.
  • Planejamento de rota: Possibilidade de escolher a melhor rota, evitando vias em más condições, com radares ou consideradas perigosas.
  • Infraestrutura: Por ser o meio de transporte mais utilizado, o investimento por parte do governo é maior.
  • Contratação simplificada: O processo de contratação de uma transportadora de cargas é menos burocrático, graças à redução na documentação exigida.
  • Mobilidade: Os veículos podem se deslocar até a carga, e caso seja utilizado um container, não é necessário mudar a mercadoria de um modal para outro.

Desvantagens do transporte rodoviário:

  • Risco de roubo: Maior exposição e acessibilidade à carga aumentam o risco de roubo. Para evitar, as transportadoras investem em rastreamentos, seguros e outros meios de resguardar o cliente.
  • Acidentes: A alta movimentação nas estradas resulta em mais acidentes, que podem ser ocasionados por falta de manutenção nos caminhões, condições precárias de algumas estradas, distrações do motorista e até mesmo cansaço.
  • Tempo: Maior tempo de locomoção para longas distâncias, sujeito a atrasos devido ao tráfego.

Transporte Ferroviário de cargas

Transporte Ferroviário de cargas

O modal ferroviário se realiza através das linhas de ferro, envolvendo locomotivas, vagões e trens.

Utilizado para trajetos de longa distância, esse modal é empregado no transporte de produtos sólidos, petróleo, minério de ferro, cargas a granel, produtos siderúrgicos e agrícolas, além de transporte de cargas indivisíveis.

Os vagões de trens ferroviários têm a capacidade de transportar cargas equivalentes a 220 caminhões.

Entretanto, a malha ferroviária brasileira, com apenas 31.129 km, é consideravelmente restrita quando comparada aos 220 mil km de trilhos presentes nos Estados Unidos.

Devido a essa limitação, o transporte ferroviário pode demandar mais tempo, muitas vezes exigindo a intermodalidade de transporte para completar o percurso da entrega.

Vantagens do transporte ferroviário:

  • Segurança: Por ter sua própria linha, reduz bastante o risco de acidentes ou extravios.
  • Veículo robusto: Capaz de suportar grandes volumes de carga e itens pesados em uma única operação.
  • Custo baixo: Menor incidência de taxas e utilização de combustíveis mais econômicos contribuem para custos mais baixos.

Desvantagens do transporte ferroviário:

  • Falta de infraestrutura: A escassez de trilhos na malha ferroviária brasileira requer a complementação do percurso por meio de outros modais até alcançar o destino final.
  • Pouca flexibilidade: A rota fixa do transporte ferroviário não permite ajustes rápidos, caso haja necessidade. E a falta de compatibilidade entre trilhos em diferentes regiões, também impõe limitações.
  • Investimento insuficiente: O investimento limitado do governo brasileiro em ferrovias impede a modernização desse meio de transporte.

Transporte Aéreo de cargas

Transporte Aéreo de cargas

O modal aéreo ocorre por meio de aeronaves, que podem ser categorizadas como aeronaves privadas (TPP), experimentais (PET/PEX) e táxi aéreo (TPX), entre outras.

Esse modal é viável tanto para o transporte internacional quanto nacional.

É uma opção para cargas de longa distância que exigem entregas rápidas, especialmente quando o prazo de validade é curto.

Além disso, é adequado para transportar produtos de pequeno porte e frágeis.

O cálculo do frete aéreo é determinado por uma fórmula estabelecida pela IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo), considerando fatores como peso/volume da mercadoria, rota e período do frete.

No Brasil, o transporte aéreo movimenta aproximadamente 1,2 mil toneladas de cargas anualmente.

Vantagens do transporte aeroviário:

  • Velocidade: Ideal para demandas urgentes, permitindo entregas rápidas, especialmente para produtos perecíveis.
  • Segurança: Não há tantos bloqueios naturais, como ocorre no transporte terrestre ou aquático.
  • Rastreamento: Sistemas avançados de rastreamento garantem um acompanhamento preciso da carga durante todo o percurso.
  • Redução de Estoques: A rapidez nas entregas permite a redução dos níveis de estoque, minimizando os custos associados ao armazenamento de mercadorias.

Desvantagens do transporte aeroviário:

  • Restrições: Limitações quanto ao tipo de carga, pois não pode ser algo muito pesado.
  • Planejamento de rotas limitado: A quantidade reduzida de aeródromos e aeroportos no Brasil pode restringir a roteirização do transporte aéreo e inviabilizar sua utilização.
  • Dependência de modal secundário: Para que a mercadoria chegue ao destinatário, pode ser necessário usar outros modais de transporte.
  • Baixa capacidade de carga: Capacidade inferior aos transportes marítimo e ferroviário, superando apenas o rodoviário.
  • Custo elevado: Entre os modais de transporte, é um dos mais caros devido aos altos custos operacionais, incluindo aquisição e manutenção de aeronaves, além dos gastos com combustível.

Transporte Aquaviário, marítimo ou hidroviário

Transporte Aquaviário, marítimo ou hidroviário

O modal marítimo – também conhecido como aquaviário, hidroviário ou naval – refere-se ao deslocamento de mercadorias por trechos aquáticos, abrangendo rios, lagos, mares e oceanos.

Este modal pode ser realizado por navios, barcos, submarinos e outras embarcações, sendo comum o transporte de cargas como petróleo, minério de ferro, bauxita, pasta de celulose, etc.

No transporte aquaviário, as modalidades incluem navegações de longo curso e navegação de cabotagem, esta última realizada entre portos de um mesmo país, utilizando águas costeiras.

As mercadorias são acondicionadas em containers, podendo seguir a modalidade FCL, na qual a empresa dispõe do container inteiro, ou LCL, onde diferentes remetentes compartilham o espaço do mesmo container.

Esses containers são colocados em navios que efetuam o transporte até os portos de destino.

Essa modalidade de transporte é recomendada para cargas destinadas a outros continentes e quando não há urgência na entrega.

Vantagens do transporte marítimo:

  • Seguro: O índice de acidentes de tráfego representa apenas 1% do total nas rodovias, e os casos de roubo de cargas são significativamente menores, também.
  • Grandes capacidades: Uma única embarcação pode transportar até 1.500 toneladas de carga, equivalente a 60 carretas ou 20 vagões de trem, portanto é uma boa opção para fazer o transporte de bobinas de aço, por exemplo.
  • Eficiência econômica: Ao transportar grandes volumes por longas distâncias, o modal marítimo destaca-se pela economia, apresentando um baixo consumo de combustível por tonelada útil em comparação com outros modais.

Desvantagens do transporte marítimo:

  • Pouco investimento: Recebe o menor investimento entre todos os modais, representando menos de 1% do total.
  • Rota limitada: Depende fortemente das bacias hidrográficas existentes e de terminais especializados, o que impõe limitações às opções de trajeto.
  • Burocracia: A gestão desse tipo de transporte exige a apresentação de diversos documentos para a liberação de mercadorias. Por isso, recomenda-se contar com uma transportadora de cargas experiente para lidar com os procedimentos legais.

 

Leia também: Transporte de container: como contratar?

 

Transporte Dutoviário

Transporte Dutoviário

O modal dutoviário ocorre por meio de dutos e tubos projetados para o transporte de líquidos ou cargas perigosas, como petróleo e gás natural.

Este modal pode ser subterrâneo, submarino ou até mesmo aparente e é utilizado para transportar uma variedade de substâncias, incluindo gasolina, álcool, ferro, óleo diesel e outros combustíveis.

Atualmente a malha dutoviária do Brasil é composta por gasodutos, minerodutos e oleodutos, totalizando mais de 1.600 km.

Vantagens do transporte dutoviário:

  • Velocidade: É capaz de alcançar uma taxa de até 2 mil metros cúbicos por hora, possibilitando um transporte mais rápido.
  • Agilidade: O transporte é feito praticamente sem intervalos, sendo possível transportar grandes volumes de uma vez.
  • Segurança: Apresenta um baixo índice de roubos, contribuindo para a proteção das cargas.
  • Custo operacional: A operação não exige muita mão de obra e tem um consumo de energia moderado, resultando em custos operacionais mais baixos.

Desvantagens do transporte dutoviário:

  • Impactos ambientais: Acidentes, como rompimento de dutos, podem gerar problemas ambientais, sujeitando as empresas envolvidas a multas severas.
  • Alto custo: O investimento inicial pode ser bem alto, devido aos processos de fixação e licenciamento.
  • Trajeto limitado: A malha dutoviária brasileira ainda é muito curta, limitando as opções de trajeto.
  • Instalação cara: Tanto a construção quanto a manutenção dos dutos têm custos elevados, encarecendo sua utilização.

Como escolher o modal de transporte?

Cada modal de transporte apresenta suas particularidades, tanto positivas, quanto negativas.

Após conhecer os tipos e fazer um pequeno comparativo entre os modais de transporte, ainda existem pontos que devem ser avaliados, antes de tomar uma decisão sobre a modalidade mais adequada para as necessidades do seu negócio.

Para te ajudar nessa tomada de decisão, destacamos alguns fatores que devem ser observados. Confira:

  • Ponto de partida da carga e ponto de destino da carga;
  • Capacidade de carga do modal escolhido;
  • Tipo de carga transportada;
  • Distância percorrida e o prazo de entrega;
  • Segurança da modalidade;
  • Custo do frete para cada meio de transporte;
  • Valor de seguro, impostos e taxas.

Além disso, é essencial garantir que a transportadora escolhida e o modal selecionado estejam em conformidade com as normas estabelecidas pela legislação vigente.

Conclusão sobre os tipos de modais de cargas na logística

Agora que você compreende os benefícios e desafios associados a cada modal de transporte de cargas, está mais capacitado para tomar uma decisão mais assertiva sobre qual modal faz mais sentido para as necessidades da sua empresa.

A diversificação dos métodos de entrega pode ter impactos significativos nos resultados.

Diante disso, é aconselhável iniciar uma conversa com uma transportadora de cargas para perguntar quais seriam os meios ideais para a logística da sua empresa.

 

Caso surjam dúvidas ou se desejar mais informações, não hesite em entrar em contato com a nossa equipe!

A Rodoquick é uma transportadora de cargas especializada em transporte rodoviário e de containers, com presença nos portos de Navegantes, Itapoá, Santos, Paranaguá e Itajaí.

Precisa de ajuda? Converse Conosco
Need Help? Talk to us!