Containers em terminal portuário

Blog

TRANSPORTE DE CONTAINERS – COMO OTIMIZAR A OPERAÇÃO E MINIMIZAR CUSTOS INESPERADOS

Por Vitor Schäfer Serra
Da RodoQuick, em Santos – 24/10/2016 – Edição 006

O preço de um produto/serviço é composto por custo e margem. A margem é definida pela estratégia que a empresa possui, e depende única e exclusivamente de quanto a empresa pretende ganhar com seus produtos/serviços. Já o custo, deve ser o menor possível.

O custo é influenciado por diversos fatores, como custo da matéria prima, mão de obra, produção, logística, impostos, dentre outros. Mas, neste artigo, nossa intenção é focar no custo envolvido no transporte rodoviário de cargas porta – porto (e vice versa).

TRANSPORTADORAS EM SANTOS – QUALIDADE DO SERVIÇO X MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS – PARTE 2/3

Por Vinícius Meirelles Martins
Da RodoQUICK, em Santos – 25/07/2016 – Edição 002

Dando continuidade ao artigo anterior, vamos fazer uma simulação de quanto custaria, por ano, a contratação de uma empresa qualificada, contra o custo extra gerado por erros de um serviço mal executado.

Mão de obra qualificada

Esses erros ocorrem, boa parte das vezes, pela mão de obra não qualificada que trabalha nas empresas. Profissionais despreparados apresentam dificuldades em digitar informações básicas, interpretar textos, checar se a informação foi recebida e processada da forma correta, e tomar as melhores decisões para resolver rapidamente os imprevistos que surgirem.

TRANSPORTADORAS EM SANTOS – QUALIDADE DO SERVIÇO X MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS – PARTE 3/3

Por Vinícius Meirelles Martins
Da RodoQUICK, em Santos – 22/08/2016 – Edição 003

Lógica aplicada às transportadoras

No primeiro artigo da nossa série “Transportadoras em Santos – QUALIDADE DO SERVIÇO X MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS”, citamos os principais problemas que podem incorrer na utilização de uma mão de obra desqualificada. (http://rodoquick.com.br/transportadora_santos/nosso-blog/49-qualidade-do-servico-x-minimizacao-de-custos)

No segundo artigo (http://rodoquick.com.br/transportadora_santos/nosso-blog/67-qualidade-do-servico-x-minimizacao-de-custos-2), quantificamos o prejuízo gerado pelos problemas citados no primeiro, e comparamos com o gasto pela contratação de uma mao de obra qualificada, que minimizaria as ocorrências.

TRANSPORTADORA DE SANTOS – CAMINHÕES E CARRETAS – TIPOS E CLASSIFICAÇÕES (PARTE 1/2)

Por Vitor Schäfer Serra
Da RodoQUICK, em Santos – 05/09/2016 – Edição 004

Para quem trabalha na área de logística, seja como transportadora, seja como contratante do transporte, é essencial conhecer os tipos de caminhões existentes. Sendo assim, resolvi dividir com os leitores uma espécie de “manual” que escrevi quando comecei a trabalhar com transporte, no qual concentro, num único texto, diversos materiais encontrados pela internet, organizando as informações e buscando dar uma ideia das diversas classificações existentes e contribuir com o aumento do conhecimento dos profissionais da área.

Vamos começar por um conceito básico: quanto maior a força aplicada pelos pneus sobre o asfalto, maior o desgaste da estrada.

TRANSPORTADORAS EM SANTOS – QUALIDADE DO SERVIÇO X MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS – PARTE 1/3

Por Vinícius Meirelles Martins
Da RodoQuick, em Santos – 08/07/2016 – Edição 001

Resolvi dedicar o primeiro artigo do nosso blog a demonstrar como, muitas vezes, a qualidade do serviço resulta em economia superior a um serviço mais barato, porem de menor qualidade.

A maioria dos clientes, quando busca uma transportadora, procura uma empresa que entregue a sua carga no local e horário combinados, pouco importando as condições da empresa/operação: se o caminhão é novo, se o motorista possui treinamentos e certificações extras, se a empresa paga os impostos conforme a legislação, etc.