Containers em terminal portuário

Como fazer a liberação de DTA no terminal?

Por Nicholas Andrew

 

A DTA, como já dito no artigo “Por que fazer o transporte de containers em regime DTA?“, é uma operação em que o transporte da carga é realizado antes do pagamento dos impostos de importação, para que seja nacionalizada em um Porto Seco ou EADI.

Para que essa carga seja liberada para o transporte DTA, é necessário que a transportadora envie um conferente ao terminal onde o contêiner está inicialmente armazenado.

Estando o conferente no local, o primeiro passo é esperar que o veículo seja carregado com a carga/container.

Em seguida, o conferente é liberado para ir ao pátio e checar se os números do container/lacre e as placas do veículo/complemento estão iguais aos registrados nos documentos.

Documentos necessário para a liberação de DTA nos terminais 

Após verificar e confirmar os dados necessários, ele deve dirigir-se até a fiscalização do terminal e entregar os documentos abaixo:

  • Via da CE Mercante;
  • BL (Bill of Lading);
  • Via do CT-e;
  • Agendamento;
  • CNH motorista;
  • Documento do veículo;
  • Tela Siscomex com informações sobre veículo designado para transporte (popularmente conhecida como “Telinha de informe do veículo”).

Conclusão de como fazer a liberação da DTA nos terminais 

Nesse momento, o processo está praticamente finalizado, restando apenas a entrega da “telinha” para o fiscal, a confirmação do carregamento do container e do lacre conferido e o encerramento da DTA no site do Siscomex.

Após o encerramento, o veículo é liberado conforme o desembaraço do fiscal e pode dar início ao transporte da carga.

 

Leia também: COMO FUNCIONA A DTA NOS TERMINAIS DO PORTO DE SANTOS?

 

A RodoQuick Transportes está habilitada pela Receita Federal para fazer o transporte DTA entre o porto de Santos e os EADI’s de todo o Brasil. Se precisar, conte conosco para transportar! 

Precisa de ajuda? Converse Conosco
Need Help? Talk to us!